segunda-feira, 31 de agosto de 2009

A LIÇÃO DEVE SER APRENDIDA.

Muito já se falou sobre o jogo de sexta feira. Outros amigos, competentíssimos, dissecaram o jogo e seus aspectos técnicos e táticos por aqui. Logo, falar sobre isso é, além de pretensão desnecessária, repetitivo. Mas um aspecto do jogo, ou melhor, do resultado em si, precisa ser abordado.

Não sou daqueles que veem beleza em derrota. Poucas coisas me frustam mais que ver o VASCO perder. Quando se inicia um campeonato, parto da premissa que o VASCO vai ganhar todos os jogos. No caso da série B, contava com 114 pontos conquistados ao fim da competição. Dessa forma, em vez de somar os pontos conquistados, faço a conta dos pontos que deixamos de ganhar. Perdemos, desde o início da competição, 21 pontos. Isso acontece quando dou ouvido apenas ao meu coração de vascaíno fanático.

A razão me ensina de outra forma. O que importa é o resultado final, o título. Perder faz parte da caminhada, e é humanamente impossível vencer todos os jogos de uma competição de 38 rodadas. E é essa concepção mais realista que atenua o estrago causado por uma derrota como a de sexta feira. Perdemos porque não é possível, infelizmente, ganhar todas as partidas. E, de certa forma, o momento era oportuno - se é que isso existe - para perder.

O VASCO vinha numa escalada de vitórias importantes e atuações de rezoáveis a boas, umas até muito boas. O sucesso contínuo aumenta a auto-confiança. O problema é que a divisa entre a auto-confiança e a arrogância é muito tênue. Alguns só percebem que excederam seus limites depois que a casa cai. O Vilson experimentou essa sensação, contra o Ceará. Nas próximas 10 rodadas, vamos vê-lo voltar a ser o zagueiro de futebol simples e eficiente que ele tem sido, desde que esse campeonato começou. Qualidades, ele tem. E depois de sexta, deve ter aprendido a lição.

Outro aspecto positivo do resultado - não me convenço de que isso existe - foi a constatação definitiva que o elenco ainda é fraco. O VASCO hoje sofre para jogar com mais de quatro desfalques. Se o Cazalber for um deles então, o time expõe uma fragilidade que os bons resultados ocultam.

Subiremos, não tenho dúvidas. Mas como disse no início, entro no jogo sempre com a expectativa de vitória. Para isso, precisaremos qualificar nosso elenco para voos mais altos, e mais dignos de nossa história, no ano que vem.

Tá bom, mas pode e deve melhorar.

SAUDAÇÕES VASCAÍNAS !!!!!!!!!!!!

Curtas:

* "Meu entendimento do Futebol "prega" (se é que posso utilizar tal termo...) que o único clube verdadeiramente popular na Cidade Maravilhosa é o clube da Colina.
Em 2007 tive a oportunidade de ir ao primeiro templo do Futebol brasileiro (CRVG 2 x 0 SCCP, com Vampeta enchendo a boca de merda, no ano da queda, em 7 de agosto, se não me engano...), e lhe digo, sem constrangimento algum por ser rival, que é uma experiência grandiosa, divina.
São Januário é, de fato, um templo. Assim como o Maraca, mas de forma ainda mais histórica - poucos podem entender assim, mas assim é."

Isso é parte da transcrição do comentário de um corinthiano no post ADEUS SÉRIE C, publicado semana passada. Com a devida autorização do autor, isso será tema do próximo post: O VASCO e seus verdadeiros rivais.

6 comentários:

  1. Perfeita análise, que fique a lição!

    abraços

    ResponderExcluir
  2. pois é, amigo aliás te lineki por lá, hein. não havia reparado que só o seguia...mas agora ta add o link no maldita FC(desculpe a demora). Acho que o toda caminhada de sucesso, mostra monmentos felizes e infelizes...distrações... Não se pode confundir destreza com soberba,acho que toda derrota é muito ruim, mas essa traz lições: a primeira - falta muitopra atingir nosso objetivo( ser campeão da série B? nada disso - ser campeão do mundo!) portanto a série b é só o início da caminhada...atenção tem que se ter. segundo: o maior adversário do Vasco é o próprio Vasco. terceiro: humildade não faz mal a ninguém.
    por fim, penso que não devemos deixar Alex e Souza sercvirem a CBF , o que ela faz por nós? escala arbítros que nos roubam! Não ajuda a pagar nossas contas enem paga po salários dos que a servem... e depois só valoriza seu produto ( seleção ) a base de nosso satletas sem recompensar aos clubes. Cara, excelente post, como sempre! abs, leandro

    ResponderExcluir
  3. DERROTAS ACONTECEM E ESSA VEIO NUMA HORA BOA, PARA O TIME NEM AMEAÇAR CALÇAR O SALTO. E é fato que precisaremos de reforços se quisermos almejar voos altos na temporada de 2010. A minha tranquilidade é saber que o Rodrigo caetano e o Dorival também pensam desse modo.

    Abraçpo xará!

    ResponderExcluir
  4. Gostaria de propor uma troca de links. O www.vermelhodeluta.com é dedicado ao Clube Náutico Capibaribe, Recife/PE - Brasil.
    Aguardo contato, e agradeço pela atenção.

    Fernando Luna Júnior, Manaus/AM.
    fernando@vermelhodeluta.com

    ResponderExcluir
  5. Paulo da Cancela,
    Obrigado pela visita. Volte sempre.

    Leandro,
    "Não se pode confundir destreza, com soberba". Esse é o espírito do post, que você captou muito bem. Valeu amigo.

    Xará,
    Tamo junto. Parou de postar no AMOVASCO?
    Abraços.

    Fernando,
    Seu blog já está linkado na seção de leituras recomendadas. Aliás, dei uma passada lá. Excelente o trabalho, cara. Parabéns !!!
    Conte comigo nessa luta para manter vivo o futebol de Pernambuco e suas rivalidades históricas. Sou do Rio, mas sou contra esse monopólio Rio-São Paulo que a globo impõe ao resto do país. Abração.

    ResponderExcluir
  6. Certamente o elenco será reforçado no ano que vem. Mas também vai ter problema com lesão e suspensão que nem nós esse ano. Que azar!

    Mantendo a seriedade, podemos vencer bem esta Série B, mas se acharmos que somos melhores que os outros, vamos nos ferrar.

    Abraço!

    ResponderExcluir

Solta o verbo, amigo !!!!